Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Um ano e uma semana a tomar chá na blogosfera

Carlota, 15.12.18

Chamem-me desnaturada, eu sei que sou. Tenho estado tão atarefada e tão stressada, com tanto que fazer, que nem tive tempo de pensar propriamente na minha vida em geral. Com isto, acidentalmente perdi o aniversário do blog. Eu sei, sou a "mãe" mais desnaturada, mas eu prometo que não foi, de todo, intencional.

Ainda assim, nunca é tarde demais para fazer a festa de anos, não é verdade? Já há mais de um ano que conheci a blogosfera e há mais de um ano uma das coisas que mais me orgulho nasceu. 

Este último ano definitivamente mudou a minha vida. Conheci pessoas novas, abri alguns horizontes e tornei-me numa pessoa completamente diferente da que era quando comecei. Eu tinha uma perceção do mundo completamente diferente e, após diversos diálogos com o pessoal que me tem vindo a acompanhar (e que eu também tenho vindo a acompanhar), após posts e noitadas que fiz para programações, alterações do design do blog, após apps e apps e mais apps com ferramentas que pudessem ajudar, mas especialmente, após chávenas e mais chávenas de chá que foram tomadas por estas bandas... posso dizer que, com toda a certeza, a Carlota de há um ano atrás não é a mesma Carlota de hoje.

Sinto-me feliz por me ter atirado de cabeça nesta aventrua sem saber bem o que esperar, mas acima de tudo sinto-me muito grata pelo apoio que todos vocês têm vindo a demonstrar durante este último ano.

Dia 8 de dezembro de 2017 foi o dia em que iniciei um novo capítulo da minha vida, e a partir do momento em que escrevi o meu primeiro post, soube que tinha sido a melhor decisão que alguma vez havia tomado.

Obrigada por tudo, porque este ano não teria sido o mesmo se não fossem vocês. Acompanharam todo o processo de transformação e de maturação da vossa Carlota Isabel, aprendi com todos vocês e, por isso mesmo, posso dizer que não houve um único segundo que fosse que me tivesse arrependido.

Uma vez mais, obrigada!

6 comentários

Comentar post