Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

12.07.18

Os Incríveis 2 | Um filme para miúdos... e graúdos

Carlota
14 anos após o lançamento do primeiro filme, a Pixar regressa com a sequela para "Os Incríveis", que fez parte da infância das crianças dos anos 90 e início dos anos 2000.  "Os Incríveis 2" conta com melhores gráficos, mas continua a ser composto pelos mesmos ingredientes que fizeram com que tivesse sucesso na sua versão pioneira - trata-se de um balanço entre um filme de animação e super-heróis que salvam o mundo. Uma espécie de produção Marvel para os mais novos que (...)
10.07.18

Os complexos de uma adolescente do século XXI

Carlota
Trago hoje ( e a horas indecentes) um post muito mais emocional e pessoal que aquilo que gostaria. Raramente me abro acerca do meu corpo ou da minha aparência física. Já me ouviram falar dezenas de vezes sobre a escola e têm noção (isto porque eu decido mencionar) que tenho algumas problemáticas muito pessoais. Hoje, inspirada por um vídeo da Rita Serrano, uma youtuber portuguesa que admiro imenso, apesar de não a acompanhar "religiosamente", decidi partilhar convosco os meus complexos. (...)
25.06.18

SKAM e o impacto na sociedade

Carlota
SKAM, "Vergonha", em potuguês. Para os mais ligados às redes sociais são capazes de já ter ouvido falar da série norueguesa que se tornou viral por todo o mundo. Retrata a história de um grupo de jovens de secundário que vivem em Oslo e frequentam a tão famosa escola - que é mesmo real e na maior parte dos atores estudou - Hartvig Nissens, mais conhecida como Nissen. A série possui quatro temporadas em que, apesar de seguir as ligações dos jovens estudantes, centraliza um (...)
03.04.18

O mundo perante os olhos de uma adolescente

Carlota
O dia começa às 07:00 com a voz da minha mãe a acordar-me. Às 07:10 é hora do pequeno-almoço, uma torrada e uma chávena de chá. Lavar os dentes, vestir o casaco, pegar na mochila e estou fora de casa. Ruas em movimento. Uma das cidades mais movimentadas em Portugal levanta-se cedo, talvez muito mais cedo que eu própria. As pessoas passam, mas ninguém diz bom-dia. Em vez disso, movem-se com pressa para chegar onde quer que tenham de chegar àquela hora, olham para o chão (...)