Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

01
Nov18

7 músicas que eu ainda ouço

Ora, hoje trago-vos mais um post acerca do passado (eu ando muito nostálgica mesmo). Semana passada começaram a tocar constantemente músicas da minha infância e início da adolescência e foi mesmo algo que me deixou mega nostálgica e me tem inspirado a fazer estes posts todos.

Assim, deixo aqui aquelas músicas que eu ouvia na infância e que, nos dias de hoje, são completamente relatable.

7 músicas que ainda ouço.png

 

 

 Eu já falei desta música 1001 vezes por estes lados, portanto tinha que a incluir naquele grupo de músicas que eu ainda ouço bastante regularmente. Claro que já não a ouço todos os dias da minha vida, mas bastante esporádicamente em diversos momentos e moods na vida. Posso dizer que há um ano eu passava a vida toda a ouvi-la, até porque tinha um significado ainda maior na altura. Agora é apenas uma memória que eu guardo com algum carinho, e uma música que me traz ainda mais recordações.

 

 O meu pai é bastante fã da Alicia Keys, ele adora as músicas dela e eu, por influência e convivência, acabei por sempre a ter muito presente. Esta é das músicas que tem passado na minha vida assim do nada, surgiu do nada e eu nem percebi bem o porquê disso. No entanto, tenho tentado reter algumas partes da música, nomeadamente a parte do "Everything's gonna be alright".

 

 Eu ainda não era nascida quando isto saiu, aliás penso que os meus pais ainda nem se conheciam, mas a minha mãe adora este filme e em criança eu ouvia esta música assim 24/7 (ok, se calhar é um pouquinho exagerado). No entanto, eu e esta música temos uma história engraçada anos depois. Aliás, esta era a música que eu e as minhas amigas dançávamos em frente ao espelho na adolescência. Sem dúvida alguma que existem 500000 vídeos nossos a dançar e a cantar isto com batons como microfones. Que boas recordações...

 

 Eu tinha 9 anos quando esta música saiu e lembro-me perfeitamente que esta era a música do Edward e da Bella no Twilight, então como eu tenho um segundo nome parecido ao da personagem principal (Isabel ficaria Elizabeth mas pronto), a minha mãe associava esta música a mim.

Anos depois eu ainda me identifico com esta música e, inclusive, sei tocá-la no piano (quer dizer sabia, não creio que fosse capaz de tocar de novo), e lembro-me de a minha mãe ter escrito "For Carlota" na partitura. Recordações que não dá para apagar mesmo...

 

 Apesar de quando a ouvi pela primeira vez não me ter apercebido, esta letra é aquela com a qual todos nos podemos identificar. É aquela que nos dá força para continuar e, cada vez que me sinto vencida e desmotivada, é aquela que corro para ouvir porque me faz sentir 1000 vezes melhor. Provavelmente das minhas músicas favoritas da altura da Hannah Montana, e a primeira vez que a Miley Cyrus assina como Miley Cyrus. Lembro-me de o meu pai comentar isso e de eu ver com os olhos a brilhar.

 

 Eu na altura detestava esta música porque era a música que os meus pais ouviam, mas hoje em dia tornou-se uma das minhas músicas mais favoritas dele. Nos últimos tempos tenho-me conectado muito à música do Michael Jackson e finalmente consigo entender a falta que ele faz e a marca que deixou no mundo da música.

 

 Recentemente começaram-me a ser sugeridos vídeos dos Morangos com Açúcar e não entendi muito bem porquê (agora percebo que a razão por trás é estarem a planear o regresso da série), e nesses vídeos estavam contidos vídeos da temporada 7 que nos deu o Lourenço Ortigão e a Sara Matos. Penso que toda a gente adora esta temporada e ficou na memória de toda a gente, inclusive na minha (se bem que o Rui e a Margarida eram ligeiramente irritantes e eu preferia mil vezes a história do JP e da Paula). Esta música fazia parte da banda sonora e quem é que viu e não se recorda da música do casal principal?

 

Enfim, eu poderia dar-vos mais música ainda, mas nunca mais saíriamos daqui. Estas são aquelas que mais me ficaram e que eu tenho ouvido mais recentemente, no entanto, existem outras, como é óbvio, que poderiam muito bem integrar a lista.

Espero que estejam a ter um bom feriado e aproveitem para descansar, que aqui a pessoa vai estudar português!

30
Out18

Os 5 programas das crianças dos 00's

Como sabem, eu nasci no início do século (#colheitade2002 acusem-se) e, no fim desta década eu era ainda criança. No entanto, este post não irá apenas conter programas que começaram e acabaram durante a primeira década do século e milénio, bem como aqueles programas que acompanharam a minha infância. Com vocês, os 5 programas das crianças dos 00's.

5 kids shows.png

 1. Hannah Montana

Começando pelo classicamente, tipicamente óbvio. Hannah Montana foi aquele programa que todas as meninas e até meninos viam (apesar de os últimos não admitirem). Foi o programa de lançamento da Miley Cyrus (apesar de ela já ser atriz há muito, muitos anos) e eu adorava. Toda a questão de ela esconder a identidade e toda a questão do grupo dos três amigos era hilariante. Para não falar da vida familiar dela. Adorei, vi o filme, a série, e tinha as músicas todas gravadas no meu MP3 cor de rosa (quem se lembra dos velhos MP3? Ah pois, antes não havia telemóveis com Spotifys nem Youtubes, pelo menos as crianças não lhes tinham acesso, portanto...). Ah pois, minha gente, eu não brincava em serviço! Até comprav revistas da Bravo (e nem sabia ler ainda) só para ter os posters dela, lembro-me que até cheguei a ter o microfone! E lembro-me de pedir a peruca no Natal mas nunca a cheguei a receber, para o mal dos meus pecados...

 

2. Zack e Cody

E com esta categoria incluo "The Suite Life of Zack and Cody" e o seu spin-off  "The Sweet Life on Deck" (se não for este o título, peço desde já desculpas mas já foi há muitos anos mesmo). Eu lembro-me de ser uma doida por eles, eu adorava o Zack, especialmente. Confesso que hoje é estranho ver o Cole Sprouse em Riverdale, ainda mais moreno, quando a ideia que mais tenho dele era como o loirinho, inteligente e maníaco das limpezas, Cody Martin. Eu não era tão fanática como pela Hannah Montana, mas surpreendentemente, este era o meu programa favorito da Disney na altura. Nada superava mesmo. Paa verem o grau da situação, eu dizia que me ia casar com o Zack quando fosse grande (fun fact: eles têm dez anos a mais que eu, soo... mini Carlota, vamos ter que cancelar a boda, já podes parar de imaginar o vestido de noiva e a carruagem e a música quando entrasses na igreja, e podes parar de ter ciúmes da Maya também, nunca vai acontecer, fofa).

 

3. Sonny with a chance

Em português, "Sunny entre estrelas" que deu visibilidade à Demi Lovato. Eu lembro-me que era dos meus programas favoritos e que, se tivesse que escolher entre as três meninas Disney da altura, escolheria a Demi. O programa tinha imensa piada e era super diferente dos enredos comuns, para além do mais ela e o Chad eram um casal maravilha. Quem não gritou quando eles se beijaram? Eu sei que eu gritei!

A seguir ao Zack, eu ia casar-me com ele... mas bem, isto realmente vai de mal a pior, porque este não tem 10, não 11, não tem 12, mas sim 13 anos a mais que eu! Enfim, tem quase a idade para ser meu pai (exagerooo)

 

4. Feiticeiros de Waverly Place

Vamos lá ver uma coisa, meus amigos. Feiticeiros de Waverly Place não só nos deu a Selena Gomez como nos deu vibes Twilight a torto e a direito. É preciso lembrar o quão aquele beijo à chuva do Mason e da Alex foi real? Não, pois não?

É que não só nos dava vibes de Twilight como dava vibes de Harry Potter (apesar de aqui a "vergonha", como dizem as minhas amigas, não ter visto ainda). De todos os que falei era aquele que não me dizia tanto, até porque pronto, não me identificava tanto (ainda que a Alex seja um verdadeiro mood e a Harper uma autêntica diversão).

 

5. Life with Derek

E pronto esta era aquela série que eu corria para ir ver, até porque era transmitida às 16:00 e eu saía às 15:30, sendo que mais tarde transmitia às 17:30 e aí eu já não apanhava o episódio (ah pois, na altura não havia gravações automáticas e nunca ninguém sequer teria pensado que existiria).

Esta é uma produção canadiana, no entanto, foi transmitida pelo Disney Channel e ainda bem que assim foi porque eu era apaixonada pelo programa. Era tão divertido ver as discussões da Casey e do Derek e o enredo era qualquer coisa - duas famílias que se juntam. Há melhor, minha gente? Há melhor?

Enfim, para que saibam, este seria o meu quarto marido (acho que é óbvio quem o terceiro era, mas vocês podem tentar acertar, se quiserem. É muuuiiito fácil), só que lá está, a minha situação vai de mal a pior porque este não tem 13, não tem 14, mas sim 15 anos a mais que eu. Coitadinha da pequenina Carlota, por este andar fica sem marido... de vez. 

 

E basicamente, estes são os cinco programas que como criança dos 00's eu via. Claro que não são os únicos e que eu via muitos mais programas, até porque estes eram todos os que a Disney transmitia, e eu não via apenas e somente a Disney. Agora se quiserem saber mais, posso sempre fazer a parte dois e fazemos todos um throwback àquela altura. Quem alinha?

 

27
Jul18

Playlist de infância

Acho que chega a um ponto na vida em que passamos por uma fase nostálgica. A minha chegou e se há época da qual sinto falta são os 00's. Para quem não sabe eu tenho 16 anos feitos este ano, logo eu nasci no início desta época (#idosadageração)

Não sei se já partilhei aqui, mas algo que sempre sonhei e que nunca se haverá de concretizar, era nascer nos anos 90 porque assim viveria a minha adolescência nos 00's. Visto que não é possível (até porque a minha mãe era adolescente nos anos 90), contento-me com dizer que eu vivi a minha infância durante este período de tempo e que ao menos eu brincava (ao contrário das crianças hoje em dia, eu ia ao Toys R' Us para ver se cravava ainda mais brinquedos aos meus pais e eles fugiam daquela área constantemente para eu não me lembrar. Sim, fui daquelas que ficou despedaçada com a abertura de falência da empresa), decidi trazer-vos algo que me traz imensas memórias da minha infância, que é a música.

 

 Eu tinha cerca de cinco anos quando esta música e, ao contrário de 90% das crianças da minha idade, eu percebia algumas partes da música. O engraçado é que, como ainda não sabia ler, não conseguia memorizar a letra toda e, por isso, acabava sempre por errar a letra. De qualquer forma, é engraçado voltar atrás e lembrar-me de dizer à minha avó "Não vês que ele está a falar com a Delilah e escreveu a canção para ela?" (#cockychild)

 

 A minha mãe dizia que esta era a minha música porque bastava começar a tocar que eu desligava do mundo todo. Podia estar a ter uma conversa com alguém, mas bastava começar a tocar que eu ouvia toda sorridente e depois cantava o refrão sempre. Eu lembro-me de ter o meu casaco de ganga branco vestido e ouvir isto durante os passeios de carro.

 

 Eu adorava esta música! Integrava a banda sonora de uma novela brasileira da Globo (que eu agora não me lembro do nome), lembro-me de ouvir isto enquanto passava à beira-mar. A minha irmã era pequenina e mal falava, lembro-me como se fosse ontem. Eu adorava cantar-lhe aquilo e ela chorava porque eu cantava muito mal.

 

 Acho que já deu para entender mas eu amava profundamente música brasileira. Atualmente nem tanto porque acredito que já não é o mesmo. Talvez se outros artistas deste género aparecessem, eu voltaria a ouvir música brasileira.

 

 Mais uma música brasileira dos Tribalistas. Confesso que já não ouvia há muito tempo, mas traz sempre recordações e um sorriso de criança mesmo. Afinal, eu sou de ninguém e todo o mundo é meu também.

 

 Eu sei, eu sei que isto já não é dos 00's, mas ainda durou a minha infância. Eu adorava esta música, sempre achei super querida e é mesmo caso para dizer que esta música era uma daquelas para a qual eu vivia.

 

 Provavelmente uma das primeiras músicas de rap que eu realmente gostei. Esta música é daquelas que realmente me diz alguma coisa, não é propriamente fireworks é feeling. Eu gosto, uma música mais mexida consegue transmitir uma boa mensagem, ao contrário do que muitos pensam.

 

 Eu cada vez que ouço isto começo a dançar que nem doida. Esta música surgiu numa fase em que eu acreditava que ia ser famosa (o que no aftermath nunca se proporcionou), por isso eu criava todo um videoclip à volta da casa e gravava-o com o meu telemóvel de abrir e fechar (#geraçãodasteclas) que era da minha mãe.

 

 Este foi o meu toque de telemóvel (que nunca tocava porque eu nunca a punha a carregar então estava sempre sem bateria) durante anos. Eu tinha graves pancas, mas quem não?

 

 E pronto, a espanholada básica não podia faltar. Agora digam-me lá se não conseguem imaginar uma pequena bola de berlim vestida com saias de pregas lindas e aquelas t-shirts todas clássicas e o sapatinho envernizado enquanto dançava (ou pelo menos tentava) esta música e a cantava assim com um sotaquezinho meio madrileno. É cada pérola!

 

 E esta música que ninguém percebia nada do que dizia mas que adorava? Essa era a minha vida. Não percebia patavina do que eles diziam, mas eu era feliz a dançar isto e a inventar uma letra. Quem nunca?

 

 Eu adorava deste tipo de música. Isto fazia parte da "Vingança" e eu e os meus pais adorávamos ver. Eu podia por outras músicas da novela que integravam a minha infância toda mas nunca mais acabava, por isso decidi escolher esta porque era mesmo aquela que eu adorava.

Pronto, não me vou alongar muito mais. Posso fazer uma segunda parte porque convenhamos, ainda há muitas mais músicas para indicar (pena é eu não poder por tudo, caso contrário o post ficaria gigantesco e vocês aborrecer-se-iam, e eu não queria nada que isso acontecesse).

 

 

 

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D