Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

09
Set18

Playlist | As músicas mais sentimentais

Como já deu para entender, não tenho andado no meu melhor. Estou meia desorientada com tudo o que se tem sucedido à minha volta. Tenho criado toda uma playlist das músicas mais sentimentais.

Há gente às quais as músicas alegres ajudam a pessoa a recompor-se. Eu posso afirmar que não sou o caso. Eu preciso de sentir de verdade para me levantar depois. É quem eu sou, pode-se dizer que emocionalmente sou uma pessoa forte o suficiente para ir à luta e se recompor.

Para isso, eu preciso de ouvir músicas tristes/pesadas num contexto sentimental. É quem eu sou. Ouvir músicas alegres não me diz nada. As músicas, as letras, a mim nada me diz. Porque esse não é o meu estado de espírito e não me ajuda a lidar com as situações. Eu nasci no temulto de uma tempestade, a tempestade é o que eu conheço e é quem eu sou. Sei domá-la e lidar com ela, é assim que o faço.

Por isso, deixo-vos aqui a playlist que me ajuda a reerguer-me quando tudo parece perdido e nada faz sentido.

 

 Esta música diz um pouco de tudo. Muita gente pensa nisto como uma música de desgosto amorosos, mas eu não. Eu penso nela como uma conversa entre um pai e um filho, e quem diz pai diz mãe. É uma música de perda, o que me leva a tê-la escolhido para o post de ontem.

 

 A Avril Lavigne e as músicas dela fazem muito parte destes momentos. As músicas dela refletem muito a maneira como me sinto muitas vezes, ela sabe retratar as situações com as palavras corretas.

 

 Sempre que eu ouço esta música emociono-me. Quando a ouvi ao vivo chorei baba e ranho (não literalmente como é óbvio). Não há muito a dizer, a letra está a dizer tudo o que é preciso ser dito.

 

 A Sia é outra parceira que me serve de auxílio nestas situações. Eu ouvi as músicas dela de trás para a frente e esta é daquelas que me acaba por dar imensa força. O instrumental dá aquela emoção, mas ao mesmo tempo, quando ela começa a cantar o refrão fico arrepiada. 

 

 Esta música é conhecida como a minha música. Eu ouço sempre isto quando choro e quando chego à conclusão que não me posso continuar a enterrar mais. É assim que eu me levanto.

Ela diz tudo aquilo que eu sou e tudo pelo qual passo e o efeito que essas coisas têm em mim. 

 

Estas são as músicas com mais destaque, aquelas que me fazem chorar e que me dão força para continuar. Há muitas mais que tenho numa playlist do Spotify, mas estas são as que me estão mais presentes agora e para a situação em que me encontro no momento.

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D