Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

05
Nov18

Moda | As minhas inspirações

Desde que era criança que me vestia de forma super clássica, era a menina dos vestidos, das collants, do sapatinho envernizado e da franjinha. Confesso que, agora que olho para trás, eu era aquela que melhor se vestia na minha turma, acabando por ser gozada por ser demasiado menininha.

Entretanto, quando fui para o ciclo acabei por mudar completamente, visto que nessa altura eu era quem decidia o que vestir. Durante o meu 5º ano, eu inspirava-me em pessoas que via na televisão, sem querer saber das opiniões dos restantes. No entanto, a forma de eu me vestir veio a mudar desde essa altura até mais ou menos o meu 9º ano. 

Nessa altura, comecei a moldar mais a forma como me vestia, ainda que de forma ligeiramente diferente da que adotei no momento (e que, em princípio, é para manter) e isso deveu-se a algumas influência. Por isso, hoje decidi trazer-vos um post onde falo das personagens de televisão que me ajudaram a moldar o meu estilo pessoal.

 

1. Blair Waldorf

Esta foi, definitivamente, a personagem icónica que mudou completamente a forma como eu me vestia e me ajudou a ganhar um brio por mim própria, em gostar de tratar de mim e, isso mantém-se até agora. 

Se há coisa que retive dela foi o amor por bandoletes, cabelo ondulado, vestidos e collants. Ela é icónica nesse aspeto e ajudou-me a atingir uma maturidade a nível de looks que eu nunca tinha experienciado. Se hoje não ando aí toda casual, tenho que lhe agradecer por modificar a minha vida por completo, libertando-me do esterótipo do "Usar calças é que é, tudo o resto só é para nos insinuarmos". Fez-me perceber que o comentário é verdade, até porque é mesmo para deixar a nossa marca e distinguirmo-nos dos restantes.

 

2. Noora Saetre

Como já devem estar cansadíssimos de saber, exaustos até, eu sou uma grande fã de Skam. No entanto, e ainda que a minha personagem favorita seja a Eva, admito que a Noora é extremamente icónica e que toda a gente retém algo acerca dela (pelo menos na primeira temporada, aquela cena de confrontação com o William bate tudo). Eu, para além de alguma atitude, o que mais retive dela foram as influências das roupas. 

Toda a minha vida eu vivia hesitante relativamente às riscas, e apesar de usá-las antes de ver a série, usava-as com algum receio, mas ela mostou-me que é algo que eu gosto e que me fica bem. Deu-me aquele empurrão para eu experimentar e, realmente funciona que é uma maravilha. Sou conhecida como a Rainha das Camisas às Riscas até ao dia de hoje, isto porque arrisquei.

Para além do estilo, ela influenciou as minhas escolhas no que toca à maquilhagem. Toda aquela questão de o batom vermelho ser associada às meninas, todos os comentários que me teciam quando dizia que queria comprar um... acabei por deixar tudo isso para trás. Aprendi a usar algo porque eu gostava, sem estar preocupada com as críticas, porque me fazia sentir bem e poderosa. Não posso dizer que uso todos os dias, mas uso cada vez mais frequentemente, cada vez que realmente me apetece!

 

3. Anastasia Steele

É uma personagem interessante, até porque eu detestava muito a personalidade dela e o estilo descuidado dela no primeiro filme. No entanto, quando entramos no segundo e no terceiro filme, eu passo a ter uma noção completamente diferente dela, quer a níveis de personalidade, quer a níveis de estilo.

Não posso dizer que ela me inspirou a fazer a franja, mas deu-me a perspetiva de como ficaria tendo em conta a forma como me visto. Até ao dia de hoje não me arrependo de modo algum. Deu-me coragem, digamos assim.

Confesso que, quando me imagino mais velha, imagino-me um pouco como ela. Vestida do mesmo modo, senhora de si mesma e a trabalhar porque não se imagina a ficar em casa.

style inspo.jpg

 Basicamente, estas são as três personagens de televisão e de cinema que me ajudaram a moldar a forma como eu me queria vestir a olhar para lá do comum, a querer ser diferente e deixar essa marca na vida das pessoas. Dizem-me que me visto como uma empresária autêntica e eu fico com um sorriso vitorioso na cara, cada vez que esse assunto vem à baila. Cumpri o meu objetivo e vou fazer as pessoas lembrarem-se de mim por isso mesmo. Por ser a rapariga que não queria ser igual a todas as outras.

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D