Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

06
Jul18

Isto de ter salmonela não é brincadeira!

E olhem que não é mesmo, especialmente quando se descobrem pequenas grandes pontas soltas relativamente ao caso em questão. 

Tudo começou ontem durante o meu início de tarde onde estava a tratar da personalização do meu querido blog (repararam que andei em mudanças durante dias consecutivos? Pronto acho que estão concluídas *grito estridente de felicidade* Gostaram ou nem por isso?), quando o meu pai vem ao meu quarto para me dar a boa nova (deu para perceber a pontinha de sarcasmo, não deu? Vá não consegui evitar). E qual foi essa boa nova? Oh, parte toda de uma história interessante.

Então sucede-se que, quando me diagnosticaram a salmonela, os médicos não tinham a certeza absoluta porque ainda não tinham recebido o resultado de todas as análises que fiz (o que foi precisamente o contrário daquilo que transmitiram), então não me administraram nada para o bichinho por não terem a certeza (mal o menos, vá que eu não tinha e me estavam a dar algo que ainda me fosse deixar mais destruída por dentro).

Perante isto, sou informada que a bactéria ainda está dentro de mim por isso tenho que ter muito cuidado e não comer um número de coisas que resume a minha alimentação a cházinho e bolachinha Maria (não é que eu não goste, mas estou cansada de comer isto de tantas vezes que quase me as enfiavam pela guela abaixo), sem esquecer de beber muita água. Caso contrário, vou fazer-lhes uma visita durante mais alguns dias e eu não estou muito para aí virada (como é possível imaginar).

Agora, porque é que eu digo que ter salmonela não é brincadeira? É simples, estou a perder imenso peso, não tenho forças para nada, estou sempre cansada e sempre cheia de dores no corpo (provavelmente porque perco muito peso em pouco tempo e depois os meus ossos não conseguem suster tanto peso a menos). Não que me queixe de emagrecer, porque me dá uma ajudinha extra no meu processo de perca de peso, o resto é que é uma pena! E vocês perguntam como eu consigo ficar feliz por isto e ver o lado positivo, digamos que o meu "eu" de 13 anos sentava-se nas aulas de Ciências a pensar em como poderia ganhar uma ténia para perder 10 kg assim sem se esforçar. Enfim, aquela cabecinha não regulava nada bem! Agora limito-me a tentar ver um lado positivo da coisa, mas preocupa-me um pouco ficar sem forças.

Esperemos que esta coisa deixe o meu organismo depressa, já que é a única coisa que podemos fazer no momento.

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D