Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Qua | 31.10.18

Isto de ser Halloween...

Carlota

Hoje é dia 31 de outubro (obrigada Carlota, por mais uma vez seres capaz de constatar o óbvio) e dá-se aquilo a que se chama de Halloween. Eu, apesar das minhas inquestionáveis raízes britânicas (antiiigas diga-se de passagem, tão antigas que ninguém na minha família se lembra sequer dos ingleses) e da minha honra em contê-las, nunca fui entusiasta desta festinha.

Na escola só a comemorava no Inglês e, confesso que me era banal. Na altura lembro-me perfeitamente de ficar massacrada com toda a questão deste dia até porque não o entendia. Porque é que eu o comemorava? Porque é que eu tinha que me vestir de forma "assustadora" e simplesmente ficar contente por isso?

Sei que hoje em dia é a festa pela qual os miúdos mais aguardam o ano todo. Toda aquela questão do treek or treat à qual os meus pais nunca me deixaram ir, ou do facto de se poderem mascarar e "assustar" os outros. Epá, eu não fui educada perante esses parâmetros (como já deu para perceber) e acho que é um pouco estranho.

Agora posso estar a parecer hipócrita, mas a verdade é que o Halloween se tornou, pelo menos para mim, num pretexto para ir para a baixa e para me ir divertir. Este ano comuniquei aos meus pais que ia e eles não se oposeram, até porque não lhes pedi permissão, simplesmente lhes dei a conhecer o facto de ir sair. Tentei ir pelo caminho convencional nos anos anteriores e consegui apenas chegar a ficar em casa a ver séries e a deprimir. O lado bom do Halloween é também ser feriado no dia seguinte, logo dá para curar o que quer que se tenha passado na noite anterior (é só vantagens).

Tenho que ser honesta com uma coisa, quando tiver filhos provavelmente vou incentivá-los a que façam o mesmo, até porque vou confiar que eles estão na idade e que é plenamente normal fazê-lo, afinal ser jovem é isso mesmo. Sair, experimentar, explorar... não vou, certamente, ser tããããooo conservadora como os meus pais, pelo contrário, vou tentar manter a quantidade adequada.

Enfim, foi um post à toa sobre aquilo que para mim é esta coisa do Halloween e a razão pela qual não faço posts sobre ele ou não o comemoro de forma feliz e animada.

E quanto a vocês? Entusiasmados com o Halloween? Ou como eu só querem arranjar motivos para "bater perna", como diz a minha mãe?