Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

11
Fev18

"Change doesn't have to be bad or good"

Assim que pensamos numa mudança pensamos que pode ser algo mau ou bom (dependendo do nosso mindset), mas eu tenho uma opinião diferente.

O bom e o mau são contra-valores. Acredito que nada neste mundo é completamente bom, ou completamente mau. Nem sempre aquilo que nos parece 100% genuinamente bom o é, e o mesmo acontece quanto ao mau.

Ao longo da vida nós mudamos, nós crescemos e somos moldados na pessoa que estamos a ser destinados a ser. Por isso é que certas pessoas na nossa vida passam por nós, e apesar de nos marcarem, vão embora. Vão embora e não voltam nunca mais, fica apenas a memória delas e nada mais.

Todos classificamos as mudanças que sofremos ao longo da vida como sendo boas ou más, como se essa caraterização fosse algo que nos restringisse a pensar dessa forma. Se foi uma mudança boa então tendemos a ficar todos contentes acerca do assunto, se foi uma mudança má então sentimo-nos miseráveis e queremos corrigir tudo isso.

Eu penso que mudei, mas não foi uma mudança boa ou má. Se eu gosto da pessoa em que me estou a tornar? Essa é outra história, mas o importante é saber analizar aquilo em que mudei e perceber se é positivo ou negativo para mim, não para os outros.

Eu acredito que a minha mudança teve um impacto a níveis físicos e psicológicos aparentes ao público, confesso que uns não tenho problemas que sejam vistos e outros não me importei minimamente em esconder.

Tenho que aceitar quem sou e não desgosto totalmente de quem sou hoje em dia, fico hesitante com certas atitudes e caraterísiticas que possuo, mas eu não sou perfeita, e também não tenho que ser.

Com isto, eu acredito que tudo tem aspetos positivos e negativos. Nem que não sejam vistas no momento, mais tarde ou mais cedo, esses aspetos saltarão à vista. 

Faz parte de ser mulher. Crescer com as minhas ações e com aquilo que me fazem ser. Tornar-me adulta, aos poucos e poucos.

4 comentários

Comentar post

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D