Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

04
Jun18

5 Coisas que aprendi no Secundário

Carlota

Olá! 

Sendo hoje um bela de uma segunda-feira (deu para sentir o sarcasmo? Não? Ok...), não por ser o início de uma nova semana, mas por ter sido dia de teste que me correu às mil maravilhas (claro, é que foi mesmo isso que aconteceu...) e ontem eu ter cometido o erro de pintar o cabelo (que me ficou a matar, literalmente), e claro ter que passar por aquele momento em que alguém muda de visual e chega à escola, acabando por ter todos em seu redor a mandar postas de pescada. Enfim, foi deveras um bom dia! Não podia ter corrido melhor!

Continuando, visto que esta semana começou da melhor maneira possível (só que não), decidi trazer um post que partilhe as cinco coisas que eu aprendi neste meu 10º ano.

 

1. A verdade das visitas de estudo

Até ao 9º ano, cada vez que ouvia falar nas palavras "visita de estudo" ficava com um sorriso radiante desenhado no rosto. Era uma grande satisfação para mim, porque a verdade é que significava menos aulas e mais diversão.

O 10º ano provou-me precisamente o contrário. Visitas de estudo são significado de perder quarta-feira, o que não é assim nada de tão transcendente porque só tenho aulas de manhã (e assim será até ao 12º ano, já que é política da escola que frequento), mas em contrapartida tenho que fazer trabalhos sobre a visita de estudo e aturar a outra turma, que é um sonho (ironia alert...).

Assim, visitas de estudo passaram a ser sinónimo de "Fogo, mais trabalho para mim! Eu não posso ter descanso, pois não?".

 

2. Mudar a data dos testes nem sempre é bom

É verdade, no Básico cada vez que convenciamos os professores a mudar a data dos testes costumávamos ficar muito mais aliviados. Não no Secundário.

É certo que mudamos sempre os testes para quando nos é benéfico, mas ainda assim, embora aquela semana nos vá saber muito melhor porque temos menos carga em cima, mais à frente nós vemo-nos sempre apertados porque surge sempre aquela ficha ou aquela apresentação relâmpago e pronto, eis uma boa forma de estragar a paz de um aluno.

 

3. Os mitos contados no Básico são falsos

"Brincam agora? Mas quando chegarem ao Secundário vocês vão ver! Os professores não vão estar cá a repetir definições, apanhaste muito que bem, não apanhaste desenrasca-te!". Frases destas e do género são aquilo que ouvi desde que entrei no 7º ano, todos os dias a toda a hora. A parte engraçada é que parecia tudo tão real que uma pessoa até acreditava. Pois, eu desminto tudo.

O Secundário é aquela fase em que em parte os professores se começam a casar demais para se preocupar com as coisas que nos irritava que os professores do Básico estivessem sempre em cima de. O que é completamente na boa, pelo menos para mim!

Mas não se preocupem, porque estes professores dizem o mesmo dos da Faculdade. Agora que penso, será que estão todos combinados para nos induzir em falsas expectativas e criarem-nos traumas muito antes de nos depararmos com a dita situação?

 

4. A maturidade dos alunos deixa a desejar

E com isto incluo-me no grupo, isto porque não sou mais que os meus colegas. Apesar de a expectativa relativamente ao nosso comportamento já ser mais elevada, a nossa maturidade é algo um tanto ou quanto... diferente.

Sucede-se que parece que ficamos mais imaturos, pelo menos foi aquilo que experienciei. O comportamento e atitudes de um aluno de Secundário, ainda que pareçam algo promissor no início, é semelhante ao estado do tempo nos últimos tempos. A gente bem se levanta com sol e um dia muito bonito, e do nada começa a chover torrencialmente e até a trovejar. 

 

5. As duas últimas semanas de aulas não são deixar andar

Pelo contrário. No Secundário, ainda se dá matéria e ainda se é infeliz o suficiente para ter trabalhos para apresentar de última hora, e não estou a exagerar. Recebi um trabalho para amanhã hoje, o que vale é que eu já tinha um back-up caso acontecesse, e um teste (que felizmente é opcional) na última semana de aulas.

Enfim, definitavamente o conceito de 3º período faz-se fácil esfumou-se completamente e só ficaram aquelas memórias doces e nostálgicas de quando eu podia fazer o que quisesse por esta altura. Ai as saudades!

 

E pronto, estas foram basicamente as cinco coisas que me lembrei de por na lista sobre as coisas que este 10º ano me ensinou. 

Aproveito para desejar boa sorte a todos aqueles que vão fazer exame este ano, a todos os que se vão candidatar à Universidade, a todos os que vão agora para o Secundário e bem, boa sorte para os meus companheiros do 10º ano que ainda têm mais um semaninha depois desta e compreendem aquilo que enunciei por aqui.

 

4 comentários

Comentar post

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D