Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Chávena de Chá das Cinco

É chávena de chá só que agora bebe-se café

Cativeiro

Carlota, 19.05.19

Ora, já lá vão uns meses largos desde que abri a loja. Tem estado fechada e a apanhar pó, tanto pó que quando a abri, confesso já não me lembrar de como era.

Não me lembrava das cores, do tipo de posts ou das pessoas (algumas). Fui embora e fechei a porta sem olhar para trás, posso dizer que hibernei e fiquei em cativeiro durante este tempo todo. Sem dar notícias, sem querer ser encontrada. 

Saí de Lisboa, estabeleci-me no Porto e depois andei para aqui. Durante os últimos meses, tenho sido apenas mais uma rapariga que entra num autocarro dos STCP e vai do colégio para casa. Sinceramente, nem isso tenho feito, visto que ando maioritariamente de carro, mas em época de exames, não sei o porquê, acabo sempre por ficar na minha.

Orgulhava-me de ser a única ruiva do autocarro, ou mesmo do colégio, mas agora já nem isso eu sou. Deixei o meu cabelo ruivo estilo Sansa Stark em Game of Thrones. Pintei-o de castanho e fiz madeixas caramelo, de forma a clarear a cor de cabelo. Nunca gostei de cabelo escuro.

Durante os últimos meses passei por situações muito positivas, das quais fico muito orgulhosa e feliz, por outro lado, passei por umas experiências traumatizantes, que faço questão de contar quando estiver pronta. 

No geral, apesar dos traumas, sinto-me feliz. 2019 tem sido amável comigo, a vida corre bem em quase todos os aspetos e sinto-me a rapariga que um dia foi, mas que se perdeu quando tomou decisões erradas. Depois de tanta mágoa e tragédia na minha vida (2018, cof cof), depois de tanta confusão e tanta infelicidade, posso dizer que encontrei o caminho para a felicidade.

Há dias maus, como há sempre. Mas posso afirmar que fazendo a análise destes últimos meses, maior parte dos dias têm sido uma benção e eu tenho sido sortuda. 

Já tenho 17 anos feitos. Posso dizer que foi um aniversário que compensou o 16º. Tive tudo aquilo que esperava poder ter (e mais ainda), a nível emocional e material, e tive a confirmação de que já nada mais importava a não ser a minha felicidade e eu própria.

Enfim, há tanta coisa por dizer, tanta coisa por fazer, e também tanta coisa que gostava de poder confirmar mas que sou incapaz de o fazer...

Foi um post estranho e sem contexto, confesso. No entanto, foi o que me saiu no momento, e assim, digo-vos um breve olá.