Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

Chavena de Chá das Cinco

Uma chávena de chá, um prato com biscoitos e conversas intermináveis

27
Dez17

Review | O Fim da Inocência

Carlota

Olá!

Volto hoje com uma review não só de um filme polémico que estava ansiosíssima por ver, como também do livro que o inspirou. No entanto, há que ter em mente que o filme e o livro serão sempre diferentes, visto que há sempre mudanças.

Acerca do livro, eu adorei-o e posso assegurar que é um daqueles livros que nos surpreende, e no meu caso, fui surpreendida pela positiva. 

É de leitura extremamente fácil, numa questão que se lê bem, no entanto conta com partes mais delicadas e fortes, digamos assim, que podem atrasar a leitura. É, por isso, um livro diferente. O facto de possuir uma linguagem tão direta e crua assusta qualquer um que não esteja preparado para aquilo que vai.

Apesar das crónicas chocantes de "Inês", aquilo que me choca é o facto de o livro não ser ficção. Porque toda a gente já ouviu falar de alguém que tem uma vida "buéda marada", mas do ouvir ao ser verdade, vai uma distância considerável causada pela tal história do maldizer ou do facto de "Quem ouve acrescenta um ponto". 

Creio que o facto de ser inspirado em factos verídicos torna o livro tão bem sucedido, afinal, quando ouvimos algo que é ficção ficamos todos chocados, mas quando é mesmo a realidade de alguém lá fora, alguém que pode estar tão próximo de nós ou que poderia ser alguém próximo de nós (quiçá, nós mesmos), marca ainda mais.

Por isso, sem alongar-me mais com este assunto, concluo dizendo que adorei o livro e marcou-me de tal forma que eu, Carlota Lopes de Almeida, miúda que não é amante da leitura, leu o livro em menos de 12 horas, tendo vontade de ler mais ainda.

Quanto ao filme, eu devo dizer que fiquei bastante desapontada. O filme é bastante do livro para poder ser uma adaptação do mesmo. Eu compreendo que se mudem algumas cenas devido ao teor de cenas inapropriadas (se fosse igual ao livro duvido que passasse nas salas de cinema, sequer), mas grande parte do enredo foi alterado, detalhes que mostrariam muitas razões pelas quais a Inês esteve na situação que esteve.

Assim, não vou falar daquilo que todos falam - sexo, drogas e álcool - porque está demasiado falado e já todos sabemos aquilo que nos dizem sempre. 

De igual modo, aquilo que retiro da história da Inês é que não acontece só aos outros, nós não estamos imunes aos perigos do mundo.

 

 

23
Dez17

Estou de férias

Carlota

Olá!

Após algum tempo voltei, esta minha ausência deveu-se ao facto de ter tido aulas até quarta-feira e claro que, com isso, haviam sempre aqueles trabalhos de última hora para acabar e enviar, aqueles que já tinham o prazo mais que estendido mas que ninguém conseguiu cumprir, então pronto, foi alargado?

Com isto, quinta-feira foi o meu primeiro dia de férias. Como me sinto por estar finalmente de férias? Até que bem, mas nem tanto quanto pensei que estaria.

Então isto funciona assim, nas férias não tenho trabalhos (teoricamente), mas tenho que preparar as apresentações e alguns projetos para o próximo período. Com isto vem o planeamento, mas também o facto de analisar a pauta e perceber onde tenho (e consigo) subir as minhas classificações.

Por isso na prática, tenho que ler um livro para Português, passar umas coisas de Economia A que deixei por passar porque faltei e era fim do período, o trabalho do processo produtivo, mais um relatório de uma visita de estudo que decorreu há mais de um mês atrás. Tenho que tratar das matérias de Matemática A que o meu professor não explica (sabem aquele género de professor que diz "leiam o capítulo tal e desenrasquem-se"?), e como se não fosse suficiente ainda tenho que fazer um resumo todo da matéria de Português. Deveras adorável.

Como se não bastasse, quando me desloco ao maldito Serviço Nacional de Saúde (aka Hospital Público) para uma análise sanguínea, tenho as enfermeiras a comentar aquela frase típica bem simples - "Daqui a bocadinho já estás na escola outra vez, não te preocupes" - acredite, eu não me preocupo minimamente em estar de férias, nenhum comum mortal se preocupa.

E pronto, em casa tenho os meus pais a dizer o mesmo, mas pior, a Nônô passa o dia a dizer-me "As férias estão a acabar, também".

Em síntese, isto assim não dá. Ou é para me deixarem estar de férias em paz, ou eu juro que vou ter um ataque de casca, e não vai ser bonito!

13
Dez17

Sou a ovelha negra da família

Carlota

Anteontem, quando estávamos a ver o noticiário durante o jantar, eu percebi que eu sou a ovelha negra da família. E isto deve-se ao quê?

É assim, cá em casa toda a santa alma é fã de Star Wars, incluindo a Nônô, que tem dez anos! Pois eu tentei ver o filme, juro que tentei vê-lo! Comecei a vê-los e consegui ver apenas um filme e meio, indo pela ordem cronológica em que saíram (porque ainda gostava de perceber porque é que eles saltam números como as meninas saltavam ao elástico na primária, nos velhos anos 2000 e antes também).

A minha irmã está entusiadíssima, o meu pai também e a minha mãe, é de todas, a que liga menos à estreia do filme. Resumindo e concluindo, querem ir ao cinema em família! E quem não lucra com isto? Eu! Porquê? Porque se eu for lá é para dormir, não dá para fazer nada mais!

No fim das contas, o único motivo pelo qual eu poderia até, eventualmente e possivelmente, mas ainda assim muito dificilmente, ficar entusiasmada com esta estreia, é porque em caso de insónia já teria forma de adormecer.

E desse lado há muitos fãs de Star Wars ou também há alguém que adormecer a ver estes filmes?

09
Dez17

Lazy Weekend

Carlota

Olá!

Devo dizer que este fim-de-semana (e ainda não acabou), foi o fim de semana em que tive mais preguiça, deste ano inteirinho.

Não sei se o meu estado de simplesmente querer ficar a dormir o dia inteiro se deve ao facto de ter passado as últimas semanas a fio refém de livros, cadernos e montões de trabalhos, eu só sei que estou com tanta preguiça que me está a incomodar profundamente.

Espero não ser a única alma que alguma vez passou por esta situação, mas eu chego a ficar com tanta preguiça que me irrita de forma até a minha vontade de dormir me irritar (fui bastante repetitiva e confusa agora, mas acho que ninguém está interessado em perceber o que quer que seja que eu esteja a dizer).

E o pior disto tudo é que antes das férias ainda me tenho que deparar com outro fim de semana. E caso possam pensar que estou enganada na contagem de dias/semanas para as férias chegarem, tirem o cavalinho da chuva. Eu sei que as escolas públicas acabam esta sexta-feira, mas como ando num colégio tenho mais aulas que os restantes.

Enfim, Deus tenha misericórdia na minha alma (isto soa tão melhor em inglês, que vocês não estão bem a ver)...

 

 

08
Dez17

Dezembro e os feriados

Carlota

Desde que me lembro que adoro o mês de Dezembro, talvez chegue até a ser um dos meus meses favoritos - talvez seja por isso que criei o blog neste mês. 

Eu não sei se sou a única pessoa que imagina Dezembro como sendo um mês de dias nublados em que passamos os dias de pijama, debaixo dos lençóis ou de uma manta fofinha e quentinha, para aquecer um pouquinho, enquanto vemos uma série e bebemos uma bela de uma chávena de chá para aquecer ainda mais um pouquinho.

Para além disso, o facto de ter dois fins-de-semana prolongados e seguidinhos, faz com que este mês se torne ainda mais acolhedor para mim,e creio que para todo o habitante português. Quem é que não gosta de descansar um pouquinho mais, ainda por cima ao fim de semana?

O problema é que, na prática, ninguém descansa, pelo menos nesta casa. Os meus pais passam o dia a fazer compras para a casa, quando chegam a minha mãe cozinha e o meu pai acaba sempre por trabalhar um bocado, visto que se foca em assunto da empresa (especialmente em feriados). Aqui a Carlota, tem sempre que estudar, semana passada era Português (o que não adiantou de nada, visto que o teste era difícilimo e continha textos muito difíceis de interpretar) e Matemática A, esta semana é para o teste de Economia A e também para fazer um trabalho de última hora para entregar até ao fim da próxima semana. Com isto temos que, quem descansa cá em casa é possivelmente, a Leonor, a minha irmã mais nova.

E vocês, aproveitam para descansar um pouco, ou ficam sempre atarefados porque se afogam no trabalho que não fizeram por causa da semana atribulada?

 

 

 

 

08
Dez17

Uma tentativa de um primeiro post

Carlota

Olá!

Então, cá estou eu a passar por aquele momento em que tenho que fazer o primeiro post e não faço ideia do que dizer. Digam-me que não sou a única que sentiu isto no primeiro post, quer dizer, eu espero não ter sido.

Bem, eu vou tentar fazer isto da forma menos constrangedora possível e sendo muito sincera (acho que este parágrafo mostrou muita sinceridade), que é para ver se isto corre melhor. Começando de novo:

O meu nome é Carlota (acho que dá para perceber pelo banner) e tenho 15 anos. Estou a sobreviver com dignidade ao secundário, tendo começado este ano o meu 10º ano.

Já fiz muita coisa na vida, toquei piano, dancei, joguei volleyball, pratiquei atletismo, comecei a aprender a tocar guitarra (desisti porque percebi que não era para mim), pratiquei atletismo, aprendi línguas estrangeiras, representei... posso dizer que nesta década e meia de existência ganhei, certamente, alguma experiência de vida.

Sou uma rapariga como qualquer outra a viver a sua adolescência, com alguma maluquice pelo meio, mas no geral, sempre muito atinadinha. 

Criei este blog porque senti a necessidade de ter algo completamente meu, feito por mim unicamente, sem a intervenção de outras pessoas que me dissessem para fazer de certa forma. Desde há uns tempos que senti uma incrível necessidade de partilhar o que penso, o que gosto, sem ser julgada pela pessoa que sou e por quem deveria ser. Pensei que era apropriado criar este espaço, onde posso ser eu, verdadeiramente e completamente, sem rótulos.

Quanto a este canto onde se bebe chá às cinco, isto deriva de um hábito que a minha família insiste em manter e que vem de há séculos (dizem eles) atrás, eu acabei por ser contagiada pela rotina e também bebo o meu cházinho às cinco (tirando as vezes em que bebo leite, mas não é suposto saber-se disto). 

Por isso, querem encontrar-se comigo para tomar um cházinho com biscoitos de canela? Ok, nós podemos combinar tudo melhor depois, sem problemas!

Tea.png

 

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D